Construindo seu sonho de voar

Mangueiras Aeronáuticas. Será que conhecemos sua real importância em uma aeronave?

Na manutenção aeronáutica, aprende-se logo a importância e os cuidados que se deve dispensar aos componentes aeronáuticos, mesmo quando estão com defeito; tapar conexões e orifícios para evitar a entrada de objetos estranhos (F.O.), utilizar apenas os Part Numbers indicados nos manuais de manutenção, seguir procedimentos antes da liberação para retorno ao serviço, a fim de se certificar do seu perfeito funcionamento.

Mas um certo componente é sempre relegado a segundo plano, como sendo algo menos importante ou até menos “digno” dos mesmos cuidados. As MANGUEIRAS! Talvez essa falsa impressão seja dada pelo fato de que normalmente são instaladas em áreas que sofrem com sujeira, temperatura (alta e baixa), atritos e outros agentes externos que contribuem para sua má aparência, ou talvez por parecerem inquebráveis.

No caso da RECOMINTE, que além de homologada pela ANAC, é autorizada e qualificada pela fabricante EATON Aeroquip, que nos informou da complexidade dos testes para qualificá-las como produtos aeronáuticos e nos treinou a montá-las de acordo com a suas normas e cuidados, temos a dimensão exata de sua complexidade.

É importante lembrar para que servem as mangueiras. Não é exagero compará-las às veias e artérias do corpo humano, pois numa aeronave os fluidos transportados por uma mangueira, dão vida a outros componentes. Então elas são, de fato, de vital importância para o funcionamento seguro dos diversos sistemas. Imaginem perder pressão por vazamento de uma mangueira, de óleo do motor numa decolagem ou de fluido hidráulico de um trem de pouso numa aterrissagem. Aí tem-se a certeza da sua real importância. É UM COMPONENTE AERONÁUTICO, VITAL, COMO QUALQUER OUTRO!!!!

A mangueira aeronáutica é muito mais que um mero tubo de borracha ou Teflon dotado de partes roscadas em suas extremidades. Elas devem resistir a pressões (positivas e negativas), temperaturas (altas e baixas), abrasão, serem compatíveis com o fluido a ser transportado, terem proteções externas compatíveis com o sistema que atuam, terem rastreabilidade na aquisição de suas matérias primas e fabricação e montagem conforme normas rigorosas.

Não é “tudo a mesma coisa”, mangueira é tão importante quanto qualquer outro componente da aeronave.

Quem diz o que se pode ou não fazer com elas, quando inspecionar, retestar, reparar ou mesmo trocar, é o manual da aeronave, nada mais!

Quer saber mais sobre mangueiras? Fale com a RECOMINTE ou acesse http://www.eaton.com/Eaton/ProductsServices/Aerospace/HosesCouplingsDuctingandSeals/index.htm